Sobre o Tartufo

Rei da culinária e do gosto, o Tartufo é um fungo subterrâneo com forma de tubérculo constituído de uma massa carnosa. Vários são os tipos de Tartufo: Tartufo Bianco, Tartufo Nero, Bianchetto, Scorzone e Tartufo Invernale. O Tartufo nasce e cresce nas proximidades das raízes das árvores e pode ser considerado um parasita. Vive em simbiose com a planta que o acomoda; sua cor, seu perfume e seu sabor dependem diretamente do tipo de árvore onde ele nasce e cresce.
A colheita é feita com ajuda de um cão farejador, treinado especialmente para encontrar tartufos.

O Tartufo é conhecido desde o fim da antiguidade, tanto que aparece citado em textos da Babilônia do século XVII a.C. e em textos gregos e romanos. No começo do século XVIII, ele era famoso em todas as cortes européias e foi usado como presente diplomático dos turineses. Retornando aos dias de hoje, não podemos deixar de mencionar Giacomo Morra, cidadão de Alba - a ele se deve o nome "Tartufo d’Alba", e foi dele a idéia de presentear a atriz Rita Haywort, em 1949, com o maior tartufo coletado durante aquele ano. Desde aquela data, grandes personalidades mundiais são presenteadas com os maiores tartufos brancos encontrados no Vale do Langhe, o que fez com que o Tartufo Bianco d’Alba ficasse conhecido em nível mundial. É um fruto que não se pode cultivar, mas que aparece todos os anos como um generoso presente da natureza.

Caso você nunca tenha provado, faça-o prestando muita atenção: primeiramente, no perfume e, depois, no gosto - seus sentidos saberão se deliciar com esta maravilha da natureza! Feche os olhos e parecerá que você esta voando sobre as colinas verdes e aconchegantes onde o tartufo nasce...

Harmonização entre Tartufo e Vinho

O Tartufo deve reinar de forma soberana em qualquer prato! Ele pode estar acompanhado de outros ingredientes, mas estes não podem sobressair ao perfume e ao sabor do Tartufo.

A mesma regra vale para sua harmonização com vinho: seja ele branco ou tinto, deve ter aroma intenso e ser persistente, mas ter pouca estrutura.

Com um prato de talharim fresco com laminas de tartufo, aconselha-se usar a harmonização clássica da região: o Dolcetto do Langhe.

Mosaico de Fotos



Autora: Adriana Grasso
Contato: adriana.grasso@uol.com.br

1 comentários:

  1. Angelo Medeiros disse...

    Adorei. Vou copiar.  


 

Vinhos Italianos por Adriana Grasso